Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

No jogo de abertura da Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013, a Seleção não deu chance para a pressão ao contar com um belíssimo gol-relâmpago de Neymar e dominou o Japão para vencer por 3 a 0. Paulinho ampliou o marcador também no início do segundo tempo e Jô fechou os números já nos acréscimos, completando a festa dos 67.423 torcedores presentes ao Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.
O atacante revelado pelo Santos não marcava um gol há nove partidas, mas precisou de apenas três minutos na capital de seu país para acabar com esse jejum no melhor estilo possível. Hulk levantou, e Fred ajeitou a bola de peito, na entrada da área, na direção de Neymar. O garoto recém-contratado pelo Barcelona encheu o pé, de sem-pulo, para acertar um tiraço no ângulo esquerdo do goleiro Eiji Kawashima, que nada pôde fazer. 
Brasil controla Japão e pressão e faz 3 a 0
Neymar Marcou o primeiro Gol Foto: AFP
Um golaço inesquecível para abrir a contagem do Festival de Campeões e o terceiro mais rápido da história do torneio, logo aos 3 minutos – sendo que o turco Tunkay Sanli havia balançado a rede com1min45s de jogo contra a Colômbia, em 2003. Neymar ainda faria mais alguns lances individuais, partindo para cima dos adversários, que levantaram a torcida. Não houve espaço para nervosismo algum.
É certo que os japoneses não chegaram a se assustar com a vantagem precoce dos anfitriões. Mantiveram uma postura tática firme, com marcação compacta, e dificultaram infiltrações mais verticais do ataque brasileiro. Do outro lado, porém, os donos da casa não fizeram por menos e protegeram bem sua área, com o destaque de sempre para Thiago Silva, na cobertura. No primeiro tempo, os nipônicos deram trabalho a Julio Cesar com duas finalizações de longa distância de Keisuke Honda. No segundo, o goleiro ainda fez bela defesa em finalização de Ryoichi Maeda, após bate-rebate na área. E foi só.
Em geral, a partida pendeu sempre para os donos da casa, que tiveram paciência para trabalhar a bola – acertando mais de 80% de seus passes –, buscando mais investidas pelas pontas, uma vez que o centro estava congestionado. Foi com um passe vindo das extremidades que saiu o segundo gol: Dani Alves cruzou da direita e a bola encontrou Paulinho, bem posicionado na grande área. O volante do Corinthians bateu firme e superou Kawashima. No finalzinho, Oscar puxou contra-ataque com velocidade e categoria e deixou Jô na cara do gol para fechar o placar.
Esse foi o oitavo triunfo consecutivo do Brasil na Copa das Confederações, igualando recorde estabelecido pela França entre 2001 e 2003. Uma sequência que vem desde 2005, quando a equipe empatou, aliás, contra o próprio Japão, por 2 a 2. No retrospecto contra a seleção asiática, a invencibilidade também foi mantida: são agora oito vitórias em dez confrontos.
As informações são do blog do cleuber carlos

Sobre João Andrade

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.