Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

02/04/2014

A Polícia está investigando um grupo acusado de compartilhar fotos e vídeos íntimos de menores de idade pelas redes sociais

Foto: AFP



Duas pessoas foram detidas acusadas de compartilhar fotos e vídeos de pornografia infantil em Salgueiro, Sertão de Pernambuco, na última sexta-feira (28). A atendente Mônica Lopes dos Santos, 20 anos, e o vendedor Maycon Douglas da Silva, 20, são suspeitos de enviar fotos de crianças e adolescentes através do aplicativo WhatsApp e da rede social Facebook. 

A Polícia Federal chegou até os suspeitos depois de uma menor de idade, de 13 anos, denunciar que teve suas fotos íntimas compartilhadas em um grupo chamado "Toops's do Valle", nome em alusão a uma festa que será realizada em Salgueiro no próximo dia 05 de abril. De acordo com a PF, a jovem admitiu ter tirado a foto íntima e enviado com pelo WhatsApp apenas para amigos. Este material, no entanto, teria sido enviado ao grupo "Toops's do Valle" que estava compartilhando com várias pessoas. 

De acordo com as investigações, Mônica seria a administradora do grupo. Os policiais instauraram um inquérito com base nas informações do celular da menor e conseguiram identificar os principais suspeitos de divulgar e compartilhar o conteúdo. Além de Mônica e Maycon, outros quatro acusados foram identificados, incluido um menor, pela PF nas cidades de Salgueiro e Verdejante, ambas no Sertão. 

A polícia se dirigiu até a casa dos suspeitos e solicitou os celulares para realizar perícia. Após a análise, foi identificado que nos aparelhos telefônicos de Maycon e Mônica havia fotos da menor de idade, além de outro vídeos e fotos contendo sexo explícito e pornografia envolvendo adolescentes. 

Os dois envolvidos receberam voz de prisão, mas pagaram fiança de R$ 242, cada um, e foram liberados. Eles vão responder ao processo em liberdade. Os outros quatro suspeitos foram ouvidos em depoimento e tiveram seus celulares apreendidos para investigação. 

CRIME - Oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio, inclusive por meio de sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente é crime com pena de três a seis anos de reclusão e multa. Quem adquiri, possui ou armazena também está cometendo um crime, com pena de um a quatro anos de prisão e multa.

Joãozinho Andrade com informações do N10

Sobre João Andrade

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine