Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

A semana da pátria teve inicio, neste primeiro de setembro. Com isso, a população é convidada a dizer sim a um novo sistema político. Para tanto, o Caatinga e outras instituições da sociedade civil organizada como sindicatos e movimentos sociais está apoiando o plebiscito popular por uma Constituinte Soberana e Exclusiva do Sistema Político.

Neste sentido, de hoje até o próximo dia 07 haverá urnas espalhadas pelos municípios a fim de coletar votos da população. Na sede do Caatinga, a urna está  a disposição da comunidade até sexta-feira, 05, em horário comercial. Esta consulta pública tem o objetivo de possibilitar o avanço na construção de uma estrutura política que permita a participação popular e assim garanta a efetivação dos direitos do povo.

Para o Coordenador Geral do Caatinga, Giovanne Xenofonte, esta ação garante que haverá melhorias no sistema político atual. “O mote do plebiscito consegue mobilizar várias entidades e essa pauta congrega porque tem um nível de importância que é o de repensar o sistema político de uma forma que as classes menos favorecidas consigam ter uma representatividade de fato no sistema político”, afirma.

Atualmente, o Congresso Nacional é formado por deputados e senadores que fazem parte da minoria da População Brasileira: 70% de fazendeiros e empresários, sendo que a maioria da população é composta de trabalhadores e camponeses; 9% mulheres, sendo que as mulheres são mais da metade da população brasileira; 8,5% de Negros, sendo que 51% dos brasileiros se auto-declaram negros.

“A luta não é só para garantir o direito dos menos favorecidos, é um projeto político sustentável que beneficiará a todos, pois respeita o meio ambiente e o direito das pessoas. Se a gente quer que a agroecologia avance, que a agricultura familiar se fortaleça; que o direito das mulheres seja garantido, e que a sociedade seja mais igualitária é necessário uma reforma política. Da forma que o sistema está não vamos conseguir avançar nessas pautas”, completa, Xenofonte.

Sobre Carlos Henrique Souza

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine