Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

Inscrita para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), uma candidata de 32 anos, morreu por volta das 12h deste sábado (8), minutos depois de entrar no Colégio Santa Emília, no bairro de Jardim Atlântico, em Olinda, Grande Recife, onde realizaria a prova. 

A vítima teria passado mal após correr para não perder o horário do exame. Os funcionários do local acionaram o serviço do Samu e Corpo de Bombeiros, que chegaram a realizar os primeiros socorros, sem sucesso. 

Segundo informações da Polícia Militar, ela moreu vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico. A mulher estava acompanhada do sobrinho de 19 anos, que também se inscreveu para o Enem e faria a prova no mesmo local. 

Em entrevista, o jovem - que acabou não fazendo a prova - informou que pegou um ônibus com a tia e desceu cerca de 300 metros do colégio. Ambos pegaram carona para o local e, ao descer do carro, correram para a entrada. O jovem chegou primeiro e foi ao banheiro. Quando saiu, já viu a tia sendo socorrida. 

Segundo uma vendedora de lanches em frente ao local de prova e presenciou tudo, saia sangue pelo nariz da vítima. 

Ela fazia o Enem para tentar entrar no curso de nutrição da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou na Faculdade Maurício de Nassau, por meio do sistema de bolsas ProUni. O sobrinho tentaria o curso de educação física. 

As provas do Enem no Santa Emília não foram prejudicadas; estudantes que estavam no local só souberam do ocorrido ao sair do colégio, por meio da imprensa. 

O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, Centro do Recife. 

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nota de pesar sobre o acidente: 

"O MEC lamenta profundamente a morte da participante do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, ocorrida neste sábado (8) em Olinda, no Colégio Santa Emília, onde faria as provas. Nesta oportunidade, o MEC se solidariza com a sua família".

Sobre João Andrade

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine