Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

“Amados irmãos, como é bom estar presente em uma festa como esta. São dez dias de retiro com Deus, refletindo e celebrando a festa da família cristã”.
A família que é Igreja doméstica. Jesus que nasceu e cresceu no meio de uma família, humanizando-se e aprendendo a ser gente. Desta forma santificou a Família.
Iniciando assim sua homilia, Frei Marcelino da cidade de Ouricuri, quis expressar a grandeza da família da maneira que Deus criou, consagrou e santificou.
Quando Deus criou o homem e a mulher, os uniu numa só carne (conf. Gêneses). Por isso a família no ponto de vista de Deus é essa: homem, mulher e filhos. Sonhada, desejada, abençoada e consagrada para viver a plenitude da convivência humana.
Para os cristãos, a família só pode nascer no sacramento do matrimonio. A exemplo de Cristo e a igreja, deve o marido e a esposa, amarem-se e ser fieis mutuamente. Disse o frade.
Frei Marcelino ainda atentou para o relativismo impregnado na sociedade, que por influência de meios de comunicação pagãos, faz com que as pessoas pensem na família como uma realidade simplesmente humana e sociológica. Não é dessa forma que o cristão deve pensar, pois dessa maneira estão destruindo a família. Disse o frade.
Com isso, fez um sério alerta: “Quem destrói a família, peca contra Deus”.
Continuou dizendo que na escuridão, pessoas estão querendo enxergar a vida à luz de suas cegueiras. Nós não (os cristãos). Nós vimos a luz nascida em Belém resplandecer e brilhar para o mundo, afirmou.
Falou também que todos os batizados em cristo Jesus, vivendo na família, formam uma pequena igreja, que é o primeiro lugar de evangelização, de oração comunitária e de santificação.
Por isso diante de tantos erros mundanos, lutemos por nossa família.
“Jovens se preparem para constituir suas famílias na fé em Cristo. Pais não deleguem a estranhos a educação humana e religiosa de seus filhos, pois não há futuro para a igreja se perdemos a sacralidade de nossos lares”.
Disse o religioso que é com o leite materno e o abraço paterno que devemos aprender a santa fé católica e apostólica da maneira que o Senhor nos concedeu.
Então, pedindo para voltarmos nosso olhar e coração para a pobre e Sagrada Família de Nazaré, que é igual e diferença da nossa, cheia de ensinamentos a nos passar, nos falou de São José carpinteiro dedicado à educação de Jesus e Maria cheia de amor e obediência a Deus, e pediu que sejamos imitadores desse exemplo tão bonito e significativo.
Fonte: PASCOM Paróquia Sagrada Família
Fotos: João Andrade



Click na foto para ir ao Álbum

Sobre João Andrade

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Assine