Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

21/03/2017
Um assunto que tem me ocupado ultimamente é a corrupção em prefeituras municipais. É impressionante como a gente se movimenta pelas corrupções macros e esquecemos das micros: é por isso que não raro vemos prefeitos sendo condenados por vários crimes e o povo da cidade se juntando para criticar o governo federal.
O lamentável é que existe um padrão da corrupção em prefeituras, onde o prefeito, ao invés de trabalhar exclusivamente para o melhoramento da cidade, tão somente favorece aqueles que colaboraram com suas campanhas ou para privilegiar alguns comerciantes “amigos” em detrimento de outros. Assim, boa parte do orçamento do município é orientada em proveito do restrito grupo que assume o poder e passa a se beneficiar dos recursos públicos da cidade.
E a coisa pode ficar pior: esses prefeitos conseguem sempre amplo apoio de muitos no município que, a despeito de todas as denúncias e condenações, ainda aprovam o retorno ou permanência do político larápio.
Eu estou com vários municípios aqui em mente que poderia citar como exemplo, mas lhes apresento um aqui na Bahia: Riachão do Jacuípe (vide no Google Maps).
Nesse município existe um ex-prefeito chamado Lauro Falcão Carneiro, conhecido Laurinho. Pois bem, você digita esse nome no Google e toma um susto:
Tem denúncia e condenação pra tudo o que é gosto: Superfaturamentonão comprovação de aplicação de recursos no Fundebdispensas de licitações e contratos indevidos no Feirão de animais etc. Mas e aí? Ele tá fora da vida pública? Veja, com seus olhos, a resposta:
O que faz uma sociedade, em pleno século XXI, cheia de informações à disposição, eleger gente assim? Penso que isso seja culpa tão somente de uma chamada Cultura da Improbidade. Cultura essa que, fomentada por anos e anos, sempre retratou a imagem do nosso povo brasileiro: dormindo, tão distraído, sem perceber que era subtraído em tenebrosas transações - como cantava Chico Buarque.
É triste!
Eu aposto que você que está me lendo tem uma história de algum prefeito corrupto aí na sua cidade. Pode contar nos comentários? O Brasil precisa conhecer essas histórias tenebrosas em suas prefeituras!
Por fim: para que o Estado Democrático de Direito sobreviva, é urgente que a moralidade e a probidade administrativa sejam impostas e os atos que atentem contra a boa Administração Pública sejam extirpados de nosso meio, excluindo, em definitivo, os gestores inabilitados moral e eticamente para o exercício das funções públicas.



Sobre João Andrade

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.