Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

15/05/2017
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) vem fechando o cerco para coibir o chamado tráfego pesado nas rodovias que cortam o Sertão de Pernambuco. Em Salgueiro, no Sertão Central, por exemplo, três caminhões que transportavam 53 toneladas de excesso de peso foram retidos na última sexta-feira (12), na BR-116. Os veículos transportavam até três vezes mais carga do que é permitido por lei e não portavam a Nota Fiscal da mercadoria.

Durante a fiscalização, os agentes emitiram outras 12 autuações por equipamento obrigatório ineficiente, parabrisas rachados, placa sem condições de visibilidade, película irregular e pelo transporte de carga nas partes externas dos caminhões. Os veículos transportavam pó de pedra para pavimentação de rodovia e seguiam de Salgueiro para Cabrobó (PE), no Sertão do São Francisco.

De acordo com a PRF, foi necessário acionar seis caminhões para realizar a transferência da carga de forma adequada. Além de prejudicar o asfalto, o excesso de peso sobrecarrega o sistema de freios e aumenta o risco de acidentes.

Sobre João Andrade

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.