Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

30/07/2018




Quando em rondas na última sexta-feira, 27 de julho, por volta das 13 horas e 30 minutos, no bairro Vila Eulália, em Petrolina, as GTE’s 5350 e 5450 do 2° Batalhão Integrado Especializado (BIEsp), receberam informações de populares acerca da ocorrência de tráfico de drogas na Rua Sargento José da Silva Amorim, mais precisamente na casa de n° 01.

De imediato, as guarnições seguiram até o local, abordando na frente da citada residência Rosicleide Freire Dias, sendo encontrada com ela uma trouxa de maconha. Ao ser indagada, Rosicleide informou que dentro do imóvel havia mais drogas, permitindo a entrada do policiamento.

No interior da casa, debaixo do sofá, o efetivo policial encontrou uma sacola plástica com peso bruto aproximado de 715 gramas de maconha e uma espingarda de fabricação caseira com dois canos curtos, enrolada em um pano e um celular da marca BLU. Yure Fernandes da Silva, proprietário da casa e amante de Rosicleide, assumiu, na oportunidade, ser o dono da droga e da arma.

Já na delegacia de polícia, Rosicleide informou ao efetivo policial que na Rua do Apocalipse, na casa de n° 03, no bairro Vila Eulália, Michelle das Neves Santos, esposa de Yure, teria arma e drogas escondidas. Ato contínuo, seguindo em diligências, a equipe seguiu até o supracitado endereço, pelo que foi autorizada a entrada na residência pelo imputado Yure.


No local, debaixo de uma cama, foi encontrado uma pedra bruta de aproximadamente 225 gramas de Crack, uma balança de precisão, uma faca de mesa e três lâminas, material que provavelmente seria utilizado para cortar o entorpecente. Em cima da cama, ainda, os policiais encontraram uma mochila com vários objetos, dentre os quais um revólver calibre 32, marca Taurus, n° série 347241, um notebook, marca Positivo com carregador, perfumes, relógios e a quantia de R$ 2.750,00. Yure informou, na oportunidade, que todo material pertencia a Michelle, sua esposa, e que o imóvel teria sido alugado a ela para a guarda do material ilícito.

Ainda em diligências, os policiais se deslocaram até a Rua Rio Grande do Sul, n° 19, Bairro José e Maria, local onde, de fato, residia Michelle. No imóvel, a Michelle foi, então, localizada, sendo encontradas, ainda, doze pedras de Crack e R$ 685,00.

Por fim, Michelle confirmou ser dona do material apreendido no imóvel locado que usara para guardar o ilícito e que tudo era produto do tráfico. Todo material e envolvidos foram conduzidos à 1ª DPC para realização das medidas de praxe.

Resultado da ação:

Dois flagrantes por tráfico ilícito de entorpecentes e porte ilegal de arma e um TCO.

Material apreendido:

Uma Espingarda artesanal calibre 12, Um Revólver calibre .32, 05 munições Cal .32, 04 munições Calibre 380, 225g de Crack, 715g de Maconha, Um Notebook, Uma Balança de precisão, R$ 2.750,00 + R$ 85,00, Perfumes, Relógios, Celulares e uma máquina fotográfica.

TEN CEL Bantim, CMT DO 2° BIESP. POLÍCIA MILITAR DE PERNAMBUCO.

SDS – PMPE – DPO – DIRESP – 2° BIESP – BATALHÃO MAJOR PM OPTATO GUEIROS.

Por Emanuel Cordeiro.

Sobre João Andrade

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine