Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

03/09/2018



Em um vídeo publicado nas redes sociais, na noite dessa sexta-feira (31), a deputada estadual e candidata a reeleição, Socorro Pimentel (PTB), fez um desabafo emocionado sobre os ataques sofridos por meio de postagens da página “Araripina no Ar”, no Facebook, acusada de produzir notícias falsas contra a parlamentar. No vídeo, Socorro relata que precisou recorrer à Justiça e fala ainda dos responsáveis pelo perfil falso, Humberto Arraes e Alexandre Arraes Filho, filhos da deputada Roberta Arraes (PP) e do ex-prefeito de Araripina Alexandre Arraes (PSB).

“Recebi com imensa tristeza e decepção, através da Justiça, o nome dos autores dessa página falsa. Me machucou muito descobrir que Humberto e Alexandre, que conviveram muito na minha casa durante toda a infância, como amigos do meu filho, fossem capazes de tamanha falta de respeito e consideração, não apenas comigo, mas com toda minha família. Mas isso não abala o respeito que tenho por eles como seres humanos, mas irei lutar com muita veemência para que sejam punidos. ”, afirmou Pimentel.

Entenda o caso:

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE/PE), concedeu liminar, no último dia 09 de agosto, determinando a remoção de postagens da página “Araripina no Ar”, no Facebook, acusada de produzir notícias falsas. Documentos enviados pela rede social ao TRE-PE mostram informações, como e-mails e números de telefones, que conectam os filhos da deputada Roberta Arraes (PP) e do ex-prefeito de Araripina Alexandre Arraes (PSB) à prática do crime. O Facebook também foi notificado para identificar o número do IP das conexões usadas na realização do cadastro inicial no site e que fossem disponibilizados os dados pessoais completos (nome, data de nascimento, endereço, CPF e demais dados) dos criadores e administradores do perfil.

A rede social, em atendimento à determinação do desembargador Eleitoral Stênio Neiva, forneceu os dados e, de acordo com os documentos juntados ao processo, verificou-se que dois dos administradores do perfil são Alexandre Arraes Filho e Humberto Arraes. Além deles, outras pessoas foram identificadas: Pedro Paulo Silvério, Inês Feitosa e Fernanda Braga.

A página era dedicada a denegrir a imagem da deputada estadual Socorro Pimentel (PTB) e do seu esposo e atual prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL), com acusações falsas e difamatórias. Com as informações oficiais trazidas pelo Facebook, os advogados da deputada Socorro Pimentel peticionaram ao desembargador e presidente da Comissão de Propaganda do TRE- PE, Stênio Neiva Coelho, informando os nomes dos responsáveis pelos ataques à parlamentar e ao prefeito, como também os locais onde eram acessados a página "Araripina no Ar", entre eles a Agência Estadual de Tecnologia da Informação.

O TRE/PE determinou à juíza da 84ª Zona Eleitoral de Araripina, Angélica Chamon Layon, para que citasse os filhos da deputada Roberta Arraes para que pudessem defesa. Humberto e Alexandre Arraes também serão intimados a depor pela Polícia Civil de Pernambuco, em razão de uma denúncia feita pelos advogados de Socorro Pimentel à Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos.

Assista ao vídeo na íntegra:




Por Dianely Sales

Sobre João Andrade

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine