Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

06/06/2019

Najila Trindade Mendes de Souza abriu o jogo sobre acusação contra Neymar (Imagem: Reprodução / SBT)

O jornalista Roberto Cabrini saiu na frente e, dentro do “SBT Brasil”, entrevistou com exclusividade Najila Trindade Mendes de Souza, jovem que está acusando o jogador Neymar de tê-la estuprado durante um encontro em Paris, na França.

“Fui vítima de estupro e agressão“, afirmou Najila a Cabrini. Questionada sobre a troca de advogados, a jovem explicou que sofreu preconceito por parte do profissional. “Primeiro que ele [o advogado] não estava acreditando totalmente em mim. Eu senti preconceito da parte dele“. Em carta aberta divulgada ontem (4) no “Jornal Nacional”, os primeiros responsáveis pela defesa da jovem afirmaram discordar da acusação de estupro. “Deu a entender que ‘você não foi estuprada, você deu porque você quis, você fez porque quis. Então eu vou isentar essa parte, não vou colocar essa parte, vou falar a agressão porque eu tenho as provas, você me mostrou as provas, que são as fotografias’. Acho que ele só acreditou eme mim porque ele viu a foto que o próprio Neymar mandou para mim. Minha foto machucada“, concluiu Najila sobre a desavença com os advogados. Cabrini, então, perguntou como Najila conheceu o atleta da seleção brasileira. “Conheci o Neymar pelo Instagram e a conversa foi normal, sem nudes. A conversa foi tranquila“, revelou.

Ela também falou sobre a realização pessoal que o encontro com Neymar lhe proporcionaria: “Eu tinha o intuito de ter uma relação sexual com ele. Era um desejo meu. Ele pagou as passagens porque eu não podia ir por questões financeiras. Ele, então, sugeriu que podia resolver isso pagando as passagens. Eu viajei a Paris com o desejo de encontrar e ficar com ele“. Na sequência, ela detalhou o primeiro encontro com o atleta: “Estava preparada para ter uma relação sexual com Neymar. Quando cheguei a Paris, eu fui pro hotel. Ele me disse que iria pra uma festa, mas que antes passaria no hotel para me dar um beijo. Eu estava toda feliz, mas quando cheguei lá, ele estava agressivo e bem diferente daquela pessoa que eu conheci na rede social“, contou. Najila prosseguiu: “Quando nos vimos, começamos a nos beijar e ele começou a me despir. Até aí, tudo bem. Só que ele começou a me dar uns tapas e eu reclamei que estava me machucando. Ele se desculpou“.

A moça afirmou que Neymar se exaltou após ela se recusar a transar sem preservativo. “Eu perguntei a ele se tinha preservativo, mas ele disse que não tinha. Então, falei que íamos ficar só em carícias, porém, ele me virou e cometeu o ato. A partir do momento em que ele me segurou violentamente e me obrigou a cometer o ato sexual, foi contra a minha vontade“, disparou. “Após tudo, eu não conseguia falar nada para ele. Só conseguia chorar, sem falar nada pra ele. Eu levantei em estado de choque. Ele se levantou e foi até o banheiro, como se nada tivesse acontecido“, continuou Najila. “Quando eu entendi que ele me violentou, eu senti vontade de fazer justiça. Num primeiro momento, queria entender o que houve, mas em um segundo momento, tentei prosseguir o assunto para que ele não mudasse de comportamento comigo. Eu precisava provar o que ele fez comigo“, afirmou. Najila negou qualquer tentativa de extorsão, conforme relatado pela defesa do jogador. “Eu não extorqui ninguém e nem pedi dinheiro a ninguém. O Neymar impediu que eu desse parte dele à polícia. Ele me fez muito mal e estou muito traumatizada com esse caso e quero que ele pague pelo que ele fez“, disparou. Indagada sobre ter consciência em relação aos danos que tal denúncia pode fazer à carreira do jogador, Najila disse querer “que esse fato represente uma questão de honra. Estávamos juntos por questão pessoal e própria. Os traumas que eu fiquei disso tudo, deve ser feito justiça“. Ela ainda falou sobre as dívidas que tem – e que resultaram nas acusações de extorsão nas redes sociais. “Até que meu nome fosse veiculado na imprensa, eu não tinha ação de despejo, mas depois desse fato, tudo mudou. […] Eu tranquei meus estudos por questões pessoais, que não veem ao caso. Eu não preciso de qualquer motivo para arrancar dinheiro de Neymar“, concluiu. 


Por: blog do Roberto

Sobre BLOG DO JOÃO ANDRADE

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine