Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

18/07/2019


A reforma tributária será a bola da vez, tão logo se encerrem as discussões em torno da reforma da Previdência, cuja votação em segundo turno, na Câmara dos Deputados, ocorrerá em agosto. Foi o que afirmou o líder do PSB na Casa, deputado Tadeu Alencar (PE), para quem a simplificação e a racionalidade na cobrança de impostos são necessidades imediatas que irão impactar positivamente na vida de todos e no desenvolvimento do País. Em entrevista à Rádio CBN Recife, nesta quarta-feira (17), ele disse que há consensos importantes que poderão facilitar os debates e as decisões do Congresso em torno da pauta.

“O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (MDB-RJ), já sinalizou que a reforma tributária será o tema que sobre ele todos nós vamos nos debruçar, a seguir. Já está instalada a comissão, nós vamos fazer parte deste debate. É um tema que tende a gerar alguns consensos. Temos hoje a necessidade de simplificação, o que a reforma tributária vai fazer. Hoje temos um custo de competitividade enorme, que atrapalha o empreendedor, atrapalha o cidadão. A reforma vai atuar sobre isto. Precisamos ter um país mais leve, do ponto de vista da relação tributária” afirmou o deputado.

Em relação à reforma da Previdência, Tadeu Alencar falou, ainda, sobre a inclusão de estados e municípios no texto, assunto para o qual o presidente da Câmara pediu empenho de governadores e parlamentares da oposição. O líder socialista defendeu esta inclusão como possível e necessária. “Já tive oportunidade de dizer que, qualquer que fosse a proposta aprovada pelo Congresso sobre a Previdência, seria importante que ela fosse um sistema único, que pudesse alcançar todos os entes federativos. Entendo que o Congresso Nacional é a sede mais adequada para se dispor sobre mudanças que vão influenciar a vida de milhões de pessoas. E o melhor modelo é aquele em que estados e municípios passem a figurar nas regras que vão reger a Previdência”, assinalou.

PSB E LIDERANÇA – Falando sobre os acontecimentos envolvendo o PSB e parlamentares que não seguiram o fechamento de questão e votaram com a reforma da Previdência, o líder socialista voltou a defender que as discussões que irão acontecer na Comissão de Ética do partido levem em conta dois aspectos: a manutenção da autoridade das decisões da legenda e a aplicação de possíveis penalidades levando-se em conta o histórico e o comprometimento dos parlamentares que divergiram.

“Há em todos uma clareza muito grande de que um partido político precisa afirmar autoridade das suas decisões. O PSB sempre teve diretriz política. E nossa bancada toda entende isso. Ao mesmo tempo, que essa avaliação do Conselho de Ética sejam razoáveis e proporcionais com a conduta daquele militante, no passado e no futuro. Vejo nossa bancada muito unida. O partido fechou questão e alguns divergiram, de maneira republicana”, disse Tadeu Alencar, que na semana passada foi reconduzido à liderança da legenda, até fevereiro de 2020.

Sobre BLOG DO JOÃO ANDRADE

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine