Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

31/10/2019

Cerca de 40 mil mulheres se mobilizam em Pernambuco, discutem e apontam propostas para avançar nas políticas públicas para elas. Esse movimento ascendente das mulheres aconteceu nas conferências municipais ocorridas, em sua maioria, nos Organismos Municipais de Políticas Públicas para as Mulheres existentes nos 184 municípios e no Distrito de Fernando de Noronha. Num momento em que o cenário nacional se apresenta com reformas restritivas de direitos para as mulheres, economia em desaceleração e cortes na política voltada para as minorias da população, a voz feminina ecoa do Sertão, do Agreste, Zonas da Mata Norte e Mata Sul e da Região Metropolitana, por políticas públicas mais inclusivas para as mulheres nos espaços de poder e controle social, prevenção e enfrentamento da violência contra a mulher, autonomia econômica, educação inclusiva, não sexista, não racista, não lesbofóbica, não transfóbica e laica, saúde, direitos reprodutivos e direitos das mulheres a cidades mais seguras e inclusivas.
Essa é a pauta das mulheres que será consolidada na 5ª Conferência Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres que tem como tema central: Mulher e Democracia: Uma Agenda de Luta por Direitos Iguais. O grande fórum com a participação de 620 delegadas eleitas em cada cidade e mais de 200 convidados (as) acontece nas próximas quarta (30) e quinta-feira (31), em Gravatá. Esse movimento feminino é resultado da força das mulheres de periferia, trabalhadoras rurais, pescadoras, trabalhadoras domésticas, empreendedoras, servidoras públicas e tantas outras pernambucanas que vão aos fóruns fazer política porque sabem que a construção de uma nação, estado e cidade melhor é alicerçada no pleito da população cidadã.

A política estruturadora do Governo de Pernambuco voltada para as mulheres segue. O estado é o único da federação a realizar a conferência estadual para as mulheres após uma escuta de mulheres e homens, representantes da sociedade civil e dos governos municipais ocorrida em cada município no período de 23 de julho a 9 de outubro passado.

As mulheres de Pernambuco demonstram o quanto têm sido fundamentais esses momentos em todas as regiões, uma vez que se realiza a ausculta da população e se observa o cenário de cada território. Nós mulheres sabemos que essas ações geram dados para estruturação de equipamentos e ações que melhorem a qualidade da vida de todas as pessoas com planejamento e inclusão da nossa pauta nos orçamentos que são instrumentos de planejamento dos governos. São eles: o Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA).

Por Silvia Cordeiro / Secretária da Mulher de Pernambuco

Sobre BLOG DO JOÃO ANDRADE

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine