Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

26/12/2019

Cumprindo compromisso com os agricultores inscritos na edição 2018/2019 do Programa Garantia-Safra, o Governo de Pernambuco efetuou, na última segunda-feira (23), o aporte da parcela final prevista no programa, no valor de R$ 1,68 milhão, conforme acordado com o Governo Federal, beneficiando 110.376 trabalhadores rurais pernambucanos, sendo 82.607 no Sertão e 27.769 no Agreste.

Somando as duas regiões do semiárido pernambucano (Agreste e Sertão), estão assegurados um montante de R$ 93.819.600,00, soma de recursos proveniente das contribuições dos agricultores (no valor de R$ 17), municípios (R$ 51 por agricultor), Estado (R$ 102 por agricultor) e União (R$ 340 por agricultor), que, juntas formam o Fundo Garantia Safra (FGS).

“Com o aporte desses R$ 1,68 milhão, os trabalhadores inscritos no programa passarão a receber o beneficio de acordo com o processo de verificação de perdas, que será realizado pela Coordenação Nacional do Garantia-Safra. Em nenhum momento, os agricultores do Sertão foram prejudicados, como insinuou a Prefeitura de Petrolina. A Prefeitura poderia ter contribuído para tranquilizar os agricultores, mas preferiu politizar e fazer terrorismo. A informação sobre o prazo pactuado com o Governo Federal sempre foi pública, bastava procurar a coordenação estadual ou nacional do programa”, detalha o secretário de Desenvolvimento Agrário, Dilson Peixoto.

Ao longo de 2019, o Governo do Estado já efetuou pagamento no valor total de R$ 11,2 milhões referentes à edição 2018-2019 do programa, além da quitação integral dos R$ 12,4 milhões referentes à edição 2017-2018 do Garantia-Safra, realizada em 14 de janeiro.

O Garantia-Safra garante um benefício de R$ 850, dividido em cinco parcelas de R$ 170, aos agricultores e agricultoras que tenham perdas de 50% ou mais de suas lavouras por fenômenos naturais, como estiagem ou excesso hídrico. A Coordenação Estadual do programa aguarda agora o aval do Governo Federal para dar início ao processo de adesão à edição 2019-2020 do programa, que deve começar nos próximos dias.

Para participar do programa, os trabalhadores rurais precisam atender a alguns requisitos, como ser agricultor familiar, com renda mensal de até um salário mínimo e meio, além de plantar entre 0,6 e 5 hectares de feijão, milho, arroz, mandioca, algodão.

Por Roberto Gonçalves

Sobre BLOG DO JOÃO ANDRADE

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine