Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

30/11/2020

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) registrou, em Paulista, no Grande Recife, a detenção de ao menos 46 eleitores que estavam praticando crime de boca de urna e descumprindo a recomendação de não realizar aglomeração áreas de votação. As informações foram divulgadas às 15h16 deste domingo (29), momentos antes do fim do pleito. Uma mesária também foi detida.

A Secretaria de Defesa Social (SDS) registrou, segundo balanço parcial, 15 ocorrências até o meio-dia, somando a cidade e a capital pernambucana.

Ainda segundo o Ministério Público, a mesária foi flagrada em uma seção eleitoral da Escola Estadual Maria Alves Machado, na 114ª Zona Eleitoral, "orientando os eleitores a votar em um dos candidatos".

O Ministério Público informou também que ela teve a prisão solicitada por meio das promotoras eleitorais Rafaela Melo e Julieta Batista e foi encaminhada a uma delegacia.

Segundo a Polícia Civil, a mesária, de 51 anos, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por boca de urna e vai responder ao processo em liberdade.

Além disso, foi identificado um homem realizando boca de urna, com distribuição de santinhos e dinheiro para eleitores, apontou o Ministério Público. Ele também foi encaminhado à delegacia para assinar TCO e ser liberado.

A promotora Christiana Ramalho Leite, informou o balanço parcial do MPPE, acompanhou a detenção de 20 eleitores na Escola Gil Peres, no bairro de Pau Amarelo, suspeitos de boca de urna, por volta das 11h. Eles foram colocado em um micro-ônibus e encaminhados a uma delegacia.

Sobre as detenções por causa de boca de urna e aglomerações, o MPPE disse que as ações ocorreram na 146ª Zona Eleitoral.

Os promotores apontaram que “as pessoas estavam aglomeradas, uniformizadas e realizando boca de urna em frente a colégios eleitorais". O MPPE informou que "vai fazer a qualificação de cada um e abrir um inquérito no âmbito eleitoral.

Ainda em Paulista, a promotoria de Justiça Eleitoral da 12ª Zona Eleitoral informou que vai vai realizar a representação à Justiça por propaganda irregular contra o candidato Francisco Padilha. Segundo o MPPE, houve "derrame" de santinhos em diversos locais.

Também na 146ª Zona Eleitoral, ocorreu a apreensão de veículo que estava realizando transporte irregular de eleitores. O caso aconteceu na Escola Maestro Nelson Ferreira, informou o Ministério Público.

Por G1 Caruaru

Sobre Blog João Andrade

João Eliezio Santos Andrade (João Andrade), Trindadense por natureza. Dono de um olhar altamente Futurista, nasceu na Cidade de Araripina - PE aos 11 de maio de 1995. João Andrade tem 11 irmãos todos Filhos de Maria Odetiza dos Santos Andrade e de Gerson Brando de Andrade. Desde criança sonhava em ser comunicador. Na escola era o líder dos protagonistas, hoje presidente da única Associação de Radiodifusão no município de Trindade, luta desde o ano de 2010 por uma Radio Comunitária para a população.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

O espaço para comentários permite que aqueles que acessam este blog possam exprimir a sua opinião em relação ao tema tratado livremente de forma que não contenha qualquer tipo de crime, viole as leis do Brasil, divulgue produtos ou serviços e spams.

As opiniões expressas nos comentários não significam a posição do Blog João Andrade.

Assine